“Meu Deus! Eu aceitei o pedido dele para me casar. E agora? Por onde começo a organizar? O que devo fazer?”

É isso que vem à sua cabeça logo no primeiro momento, depois da alegria de ter aceitado o tão esperado pedido de casamento. Você disse “sim” e, agora, até pensa em organizar a festa mais importante de sua vida. Mas, por onde começar? É possível organizar o próprio casamento?

Claro que é possível! Mas antes de tomar qualquer iniciativa, é melhor você se fazer algumas perguntas:

• Organizar uma festa dessa importância não é para amadores. Eu tenho esse talento?

• Com a proximidade da data escolhida, os detalhes aumentam e o tempo diminui. Terei tempo para me dedicar ao evento, sem prejudicar minha vida pessoal e profissional?

• São centenas de pequenos detalhes que devem ser pensados e repensados. Conheço todos eles para deixar a festa impecável como sempre sonhei?

• E se eu não tiver tempo e nem a capacidade para organizar o meu próprio casamento? Como ficarei diante dos meus familiares e convidados?

Se depois de responder honestamente a essas perguntas e realmente se sentir capacitada para enfrentar esse desafio, aqui vão algumas dicas que podem ajudá-la:

• Para quando o casamento foi marcado? Monte, então, um cronograma rigoroso do que é preciso fazer com planejamento adequado e não deixar tudo para as vésperas da cerimônia. E acompanhe esse cronograma, por favor!!!

• Procure, antes de pensar nos detalhes da cerimônia, pensar em como será a lua de mel e onde irão morar. Lembre-se de que são detalhes importantes também que não poderão ser deixados de lado e tomarão um tempo precioso seu no planejamento. Mas, uma vez resolvidos, a montagem da cerimônia ficará mais tranquila.

• Defina com o seu noivo e seus pais o quanto será investido no casamento. Não adianta fazer dezenas de consultas e orçamentos com fornecedores sem ter ideia de quanto poderá ser gasto. Com tudo definido ficará muito mais fácil buscar os serviços que cabem no seu bolso.

• É praticamente impossível uma noiva se envolver em todos os detalhes da organização. Procure uma assessoria profissional para isso (dentro do seu orçamento, claro, mas sem esquecer da capacitação do profissional. Busque referências!) para aliviar as tarefas a serem resolvidas.

• Procure com amigas e profissionais indicações e informações sobre fornecedores de confiança como local, bufê, fotógrafos, bandas, etc. Trabalhar com empresas que já prestarem serviços a amigos e parentes é mais seguro e evita surpresas desagradáveis no grande dia.

Lembre-se de que os dias mais próximos ao casamento serão os mais difíceis e corridos e que, se você não estiver realmente preparada física e psicologicamente para enfrentar todos esses desafios, poderá surtar e por tudo a perder, e você não quer isso, não é, noivinha? Então, analise o quanto vale cuidar dos detalhes e o quanto poderá ser distribuído a uma assessora e empresas especializadas. Nem sempre a economia na cerimônia vale à pena. É o velho clichê: “o barato pode sair caro!”