Um dos maiores desafios de quem casa é saber escolher um cardápio que possa agradar a todos os convidados, sem ser exótico demais ou simples demais. Tudo tem que ser na medida certa para agradar.

Antes de pensar nos pratos que serão servidos, tente imaginar o universo de convidados que estarão presentes ao seu casamento. Busque identificar entre eles, os gostos que já manifestaram em termos de alimentação e mesmo se eles têm alguma restrição quanto ao tipo de comida.

Fazendo essa pesquisa prévia, você já poderá ter uma ideia dos pratos que poderão ser servidos. Junto a essa prévia, lembre-se de que o cardápio também pode ser influenciado por outros fatores como o local da festa, a época do ano e até mesmo o estilo de casamento que você pretende contratar.

Um ponto que sempre chama a atenção de todos os convidados é a forma e o visual como os pratos do cardápio são apresentados. Pratos bem montados, com cuidado e charme se tornam mais saborosos aos olhos dos convidados. A sugestão é escolher pratos variados para que os convidados se sintam atraídos pela diversidade oferecida e tenham a possibilidade de escolherem aqueles que são mais próximos do seu paladar.

Se o seu casamento acontece no final do dia, um coquetel sempre será bem-vindo para entreter os convidados e influenciará decididamente no que será servido no jantar. Ao invés dos tradicionais salgados que aparecem em toda festa, que tal pensar em algo mais simples e moderno como os finger foods? A tradução livre desse termo seria um buffet para “comer com as mãos”, já que são comidinhas e petiscos que são fáceis de manusear e não precisam de talheres. Além de serem uma novidade que agrada aos mais exigentes, podem ser serviços em vários tipos variados para agradar a todos.

Se o casamento está marcado para um horário matinal, próximo do almoço, a melhor opção é servir um brunch com horário limitado ou mesmo ser estendido para a parte da tarde, dependendo do fôlego dos convidados e as atrações que você planejou. Normalmente, esse tipo de serviço conta com uma variada linha de pães, sucos, queijos, frios, tortas salgadas, doces, etc.

Se você é uma noiva mais moderninha e que gosta de quebrar a tradição e o formalismo, pode dispensar garçons e atendentes e optar por um bufê onde os convidados podem se servir à vontade. Mas neste caso, o ideal é sempre contar com mais opções de pratos quentes (entre três a quatro) e de variados tipos de acompanhamentos (como saladas, temperos etc).

O modelo mais tradicional e elegante é quando as refeições são servidas nas mesas com os pratos já montados e decorados. Mas ela exige uma atenção maior para a escolha adequada tanto da decoração das mesas, tipos de pratos, opções de refeições e sobremesas. Não esqueça de que, nesses casos, sempre se deve pensar em um plano B em termos de pratos (por exemplo, se a pessoa não comer carne, uma massa deverá estar disponível para que não haja algum tipo de constrangimento e ficar sem uma refeição adequada).

E lembre-se: nem todos os convidados têm o mesmo gosto que você. Escolher um cardápio baseada apenas naquilo que gosta de comer pode ser um deslize imperdoável. Então, relaxe e tente sempre escolher os pratos mais variados para poder atender a todos da melhor forma.