Um dos maiores pesadelos dos noivos é faltar bebida e comida no meio da festa, não é mesmo? Por isso, o Villarejo vai ajudar você a com algumas dicas práticas para calcular as quantidades corretas, sem pagar mico diante dos convidados.

O buffet é, muitas vezes, o maior responsável por fazer os valores do orçamento aumentarem. Então, antes de levar um susto com o orçamento de um fornecedor, é importante saber a quantidade de comida que seria necessária no seu casamento, assim você sentirá mais confiança na hora de negociar valores e os convidados sairão satisfeitos do evento.

É com base na quantidade de convites enviados e confirmações de presença que as decisões sobre o que servir no buffet e os valores vão aparecendo.

O primeiro passo é definir o tempo de duração da festa. Essa informação é importante para todos os serviços que irá contratar, desde o DJ até o buffet, já que a duração da festa determinará o número de refeições que deverá ser servida para garantir o sucesso da festa.

Em uma festa mais longa, os convidados tendem a consumir mais comida e bebida, devido ao período que permanecerão no local. Nesse caso, o normal é que seja servido aperitivo na recepção, os pratos principais e o coquetel com uma boa quantidade de finger foods (na tradução livre, é um buffet para “comer com as mãos”, já que se trata de comidinhas e petiscos fáceis de manusear, sem precisar de talheres). Se optar por um brunch ou só coquetel, sem jantar ou almoço, deve-se caprichar nas entradinhas. Em uma festa durante o dia consome-se menos bebida alcoólica, mas se for um almoço, o consumo de comida será maior. Para uma festa à noite, o consumo de bebida aumenta.

O próximo passo é analisar seus convidados – quem são eles, o sexo e faixa de idade da maioria – para ter noção da quantidade de comida. Lembre-se de que, de maneira geral, adultos consomem mais do que crianças e idosos, e mulheres consomem menos que homens. Então, é importante calcular o número de convidados por sexo e faixa etária para atribuir valor ao seu orçamento.

Outra informação que também influenciará na quantidade de comida é o estilo da festa. Se pretende realizar uma festa mais informal, com apenas um coquetel e, quem sabe, uma decoração de casamento rústica, o número de refeições pode ser limitado (lembrando sempre em conta a duração da festa). Eventos que servem buffet (cada convidado se serve com a quantidade que quiser) são mais imprevisíveis, e obrigam os noivos a calcularem com uma margem maior. Já nos pratos servidos prontos, o casal terá a quantidade definida pelo número de convidados.

A seleção de bebidas é tão importante quanto a escolha das comidas. Normalmente, os buffets incluem no preço dos pacotes algumas delas, mas nem sempre contam com todas as variedades que os noivos desejam. Nesse caso, há fornecedores de bebidas para eventos que trabalham com consignação, e o que sobrar pode ser devolvido. Assim, fica mais fácil não errar na quantidade. Para determinar os tipos e quantidade de bebidas que farão parte do evento, precisa ser levado em consideração o perfil dos convidados. Alguns amigos consumirão muito mais opções alcoólicas do que idosos ou crianças, por exemplo. Não se esqueça de incluir itens diet e light para quem desejar. Outro fator importante é a época do ano: no calor, água, refrigerantes e cervejas serão mais consumidas; no frio, os vinhos serão os mais consumidos. Em uma festa durante o dia, o consumo de bebidas alcoólicas tende a ser menor do que em eventos que vão madrugada adentro com música animada.

Cálculo de bebidas:
• Chopp: 2 litros por convidado
• Champanhe ou espumante: 1 garrafa para cada 3 convidados (se for a única bebida) / se for apenas para o brinde calcula-se 1 garrafa para cada 6 convidados;
• Vinho tinto: 1 garrafa para cada 10 convidados;
• Cerveja: 1,5 latinhas para cada convidado ou 1 garrafa para 4 pessoas (se tiver outra bebida);
• Whisky: 1 garrafa para cada 10 convidados;
• Refrigerante: 400ml cada convidado;
• Água: 1,5 garrafas para cada convidado;
• Energético: 1 lata para cada 3 convidados.
• 1 garrafa por pessoa 600ml (se não tiver outras bebidas)

Cálculo do salgado:
• 5 a 8 salgadinhos por pessoa se houver almoço ou jantar após o coquetel;
• 15 a 18 salgadinhos ou canapés por pessoa se houver apenas coquetel;
• 150g de massa caso haja algum acompanhamento / 200g caso não haja acompanhamento;
• 200g de carne branca ou vermelha caso haja acompanhamento;
• 120g de frutas e vegetais por pessoa.

Cálculo de doces:
• 5 a 6 doces por pessoa;
• 2 bem-casados por pessoa;
• 60g de bolo por pessoa caso haja alguma outra sobremesa /100g de bolo por pessoa caso seja a sobremesa principal;
• 1 bola de sorvete por pessoa, caso vá servir com o bolo.

Esses são os cuidados básicos que você deve ter com o buffet do seu casamento. Mas para não sobrecarregar vocês, noivos, o ideal seria contratar o buffet que já faça todos esses cálculos para vocês. A intenção com este post, é apenas fazer com que se tenha uma ideia das decisões que deverão tomar sobre o tipo e horário da festa, já que influenciam diretamente em todo o orçamento.

O importante é não estressar e curtir ao máximo sua festa com os amigos e familiares!